Estranha Forma de Vida em reposição na RTP 2

efv1.jpg

Dois anos após uma estreia discreta em horário tardio, a série documental Estranha Forma de Vida regressou este Verão à televisão pública, numa oportuna reposição que pode ser vista, agora, na RTP 2, no horário nobre de 2ª a 6ª feira. Trata-se de «uma história da música portuguesa», contada a partir dos anos 30 do século XX até à actualidade.

A série, de 26 episódios e com versões específicas para rádio e para televisão, parte de uma ideia de Jaime Fernandes e começou a ser desenhada em finais de 2009, mas a produção só arrancou verdadeiramente em 2010 e prolongou-se ao longo de mais de dois anos. Tratou-se de um trabalho complexo, que envolveu a realização de entrevistas a quase centena e meia de protagonistas da história da música portuguesa: cantores, músicos, compositores, letristas, produtores, divulgadores, jornalistas e agentes, desde os mais antigos (Joel Pina, Carlos Menezes, Jaime Nascimento...) aos mais modernos (Boss AC, Rita Redshoes, Ana Bacalhau, Jorge Cruz...) e de todas as “áreas” musicais, do fado ao jazz.

Todos os episódios são ilustrados por imagens do Arquivo da RTP, algumas das quais absolutamente preciosas pelo ineditismo ou pela antiguidade. O valor histórico desta documentação resulta, também, do facto de, em muitos casos, essas imagens terem sido transmitidas uma única vez. Além destas imagens de Arquivo, todos os episódios incluem testemunhos de alguns dos grandes protagonistas da Música Portuguesa.

António Macedo, João Carlos Callixto e Viriato Teles assinam a maior parte dos textos do "roteiro" da série, que contou também com as participações de Henrique Amaro, João Gobern, Nuno Galopim, Nuno de Siqueira e Vitor Duarte Marceneiro. Da vasta equipa que concebeu e concretizou este projecto juntamente com Jaime Fernandes, é justo destacar o trabalho de produção de Eva Verdú e Paula Paiva e o empenhamento da equipa técnica da RTP.

Para a concretização desta Estranha Forma de Vida foram visionadas cerca de mil cassetes vídeo e mais de mil horas de imagens. Em contrapartida, para o Arquivo da RTP foram entretanto canalizadas cerca de 300 horas de entrevistas gravadas algumas das quais podem revelar-se de grande importância para a produção de Programas Especiais pela RTP.

Deste programa foram feitas duas montagens distintas: uma edição para Televisão, que estreou na RTP 1 em Setembro de 2011, e uma edição para Rádio, que estreou na Antena 1 em Novembro do mesmo ano. Do projecto inicial, fazia parte igualmente a edição deste documentário em dvd, o que ainda não se concretizou. Entretanto, a série encontra-se disponível, em versão integral para ambos os formatos, no portal da RTP.

Estranha Forma de Vida (Edição TV) | Estranha Forma de Vida (Edição Rádio)

Autoria e apresentação de Jaime Fernandes | Textos de António Macedo, Henrique Amaro, João Carlos Callixto, João Gobern, Nuno Galopim, Nuno de Siqueira, Vitor Duarte Marceneiro e Viriato Teles | Entrevistas por António Macedo e Viriato Teles | Pesquisa de Arquivo por João Carlos Calixto | Produção de Paula Paiva e Eva Verdú | © RTP 2011
Primeira apresentação da versão TV: de 21.Set.2011 a 4.Jul.2012 (RTP 1)
Primeira apresentação da versão Rádio: de 5.Nov.2011 a 2.Jun.2012 (Antena 1)

Mais sugestões de leitura

  • Viva quem canta Open or Close

    Não venho aqui para vos dizer que Pedro Barroso é o melhor cantor do mundo. Não venho falar de festivais ou de cantigas populares que certos divulgadores rádio-afónicos transformaram em produtos de consumo. Não venho sequer como mestre de cerimónias incumbido de apresentar um acto de variedades levado à cena num palco de ilusões.

    Introdução ao LP Do Lado de Cá de Mim de Pedro Barroso | 1983

    Ler Mais
  • O rasto do dinheiro Open or Close

    Base das Lages, Açores, 17 de Março de 2003. Um primeiro-ministro de um país periférico europeu serve de conciérge a um trio de patifes que, três dias depois, dará início à invasão do Iraque. Ao país a que pertence e ao mundo que mal dá por ele o primeiro-ministro periférico jura que viu «provas inequívocas» da existência de um temível arsenal de destruição maciça na posse de Saddam Hussein. Meses depois, o primeiro-periférico é indigitado presidente da Comissão Europeia, e o mundo passa a conhecer-lhe o nome, já devidamente aparado para a ocasião: Barroso, José Barroso.

    Zoot | Verão 2008

    Ler Mais
  • Uma bibliografia da MPP Open or Close

    Opúsculo editado em 2001 por iniciativa da organização do Festival de Música Popular Portuguesa da Amadora. A bibliografia seleccionada e as fichas de leitura apresentadas não pretendem ser uma selecção exaustiva, mas sim um conjunto de referências que permitam compreender a música popular Portuguesa, no seu sentido Tradicional e Contemporâneo.

    Música Popular Portuguesa: Uma bibliografia
    CMA 2001

    Ler Mais
  • Oitavo andamento: da vida e da morte Open or Close

    – A proximidade da morte aproximou-te mais da noção de Deus?

    – Não, continuo a pensar que Ele é um gajo porreiro, e mais uma vez me protegeu. Estou a falar de Cristo, é um tipo especial com quem eu dialogo, a gente dá-se bem um com o outro. Às vezes zango-me com Ele, quando vejo assim umas coisas feias à nossa volta, penso assim: «Eh, pá!, este tipo anda distraído!» E Ele depois conversa comigo e diz-me: «Ah, tu sabes que eu não chego para tudo, também preciso de descansar um bocadinho de vez em quando, não chego para as encomendas!» É um pouco irracional o que te estou a dizer, mas é o modo que eu tenho de funcionar. (...) Acho que Ele tem sido generoso comigo, não pertenço àquele grupo infindável dos que passam o tempo a lamentar-se.

    Ler Mais