Serrat e Sabina na emissão nº 100 da Praça da Europa

Foto: abc.es

Joan Manuel Serrat e Joaquin Sabina são os músicos em destaque esta sexta-feira, 29, na centésima emissão da Praça da Europa, rubrica diária da Antena 1 dedicada à divulgação de música e canções dos 27 países que, com Portugal, fazem parte da União Europeia. 

Apostamos em músicas e canções menos conhecidas em Portugal, mas não esquecemos os temas clássicos da canção europeia. 

Ao longo destas cem emissões, desde 7 de Setembro, já passaram pela Praça da Europa históricos como Léo Ferré, Luciano Pavarotti, Bill Wyman, Django Reihnard ou Ute Lemper, a par de vozes jovens e determinadas como as de Zaz, Benjamin Clementine, Nadine Axisa ou Jana Kirshner, entre muitos outros.

Todos os dias, de segunda a sexta-feira, um pouco antes das 13h, com repetição antes do noticiário das 16h.

Praça da Europa
Autoria: Viriato Teles | Edição: Augusto Fernandes e Viriato Teles | Produção: António Santos | De 2ª a 6ª feira às 12:55 e às 15:55* | Antena 1
* Excepto às 5ªs feiras

Mais sugestões de leitura

  • A história incrível de Matías Perez Open or Close

    Há 150 anos, um comerciante português a viver em Havana subiu aos céus num balão e (...) deu origem a uma expressão popular que ainda hoje se utiliza em Cuba: «Voou como Matías Pérez».

    O Independente | 2000

    Ler Mais
  • Cantar ao Sul Open or Close

    Com a tranquilidade que sempre o caracterizou, Janita Salomé não desiste de levar por diante a sua música, feita de muitas memórias antigas misturadas com novas sensações. Na certeza de que "existe uma linguagem própria, nossa, e essa é que é necessário procurar, preservar e recriar". Por uma questão de identidade, contra a estética totalizante do hamburguer. Porque, como se percebe ao longo desta conversa, a música é como os vinhos: os mais divulgados e mais consumidos não são necessariamente os melhores.

    MPP | Set. 2001

    Ler Mais
  • A alma da música Open or Close

    E alguém me pede: canta.
    Alguém diz, tocando-me com seu livre delírio:
    canta até te mudares em cão azul,
    ou estrela electrocutada, ou em homem
    nocturno.


    Porque todos os pretextos são bons para trazer Herberto à conversa. E porque Mário Laginha criou um disco muito belo, idealizado e concretizado em visita à alma da música de Chopin na companhia de Alexandre Frazão e Bernardo Moreira. «Mongrel», o disco, teve o Prémio da Sociedade Portuguesa de Autores, e ainda bem. Partilhemos uma valsa.

    Ler Mais
  • Alípio ou O milagre da vida Open or Close

    Alípio Cristiano de Freitas era um homem vulgar que se entregou ao destino invulgar de proclamar a fé em Deus como inseparável da fé nos homens. Que são deuses, também, assim o queiram – mas poucos se atrevem. Alípio atreveu-se. Viveu, sentiu, sofreu e sonhou em grau superlativo, esteve nos lugares onde era preciso sempre que era preciso, e nos outros também. Não consta que se tenha arrependido.

    Palavras de Amigos para Alípio de Freitas
    Edições Pangeia, 2017

    Ler Mais