Encontro imaginário com balanço positivo

+  Encontro imaginário com balanço positivo

«Foi mais um Encontro memorável pelos temas abordados e pelos intérpretes das personagens. Foi com enorme simplicidade e bom poder de comunicação que José Fernandes no Remexido, Nuno Artur Silva como Brecht e Viriato Teles incorporando Lincoln desempenharam os seus papéis», diz Helder Costa, a propósito do encontro imaginário que ontem se realizou n'A Barraca.

+ Encontro imaginário com balanço positivo

Encontro imaginário n'A Barraca

+  Encontro imaginário n'A Barraca

Só Helder Costa seria capaz de conceber e concretizar eficazmente uma coisa assim: juntar, num mesmo encontro imaginário, Bertolt Brecht, o Remexido e Abraham Lincoln. Que é como quem diz: Nuno Artur Silva, José Fernandes e Viriato Teles. Esta segunda-feira, dia 30, n'A Barraca.

+ Encontro imaginário n'A Barraca

Os Dias Cantados - Parte 2

+  Os Dias Cantados - Parte 2

 

Chega hoje ao fim a segunda série de Os Dias Cantados, rubrica diária das manhãs da Antena 1. Esta segunda série de 40 canções abrange o período que se seguiu ao 25 de Abril de 1974 e que concentrou toda a efeverscência criativa gerada pelo processo revolucionário.

+ Os Dias Cantados - Parte 2

"Tardio" já chegou

+

 

«Tardio», o primeiro álbum a solo do músico aveirense Ricardo Fino, é hoje posto à venda. O disco, com 14 temas, contou com as participações vocais de Ana Laíns, Micaela Vaz e Uxía e inclui o tema «Outro Fado», com letra de Viriato Teles.

+ "Tardio" já chegou

Mais sugestões de leitura

  • A solução para a crise Open or Close

    Para começo de ano mau, isto está bom. Em poucas semanas, o desgoverno dos comissários da troica conseguiu provar aos mais descrentes que não há mesmo limites para a criatividade. Se lhes desse para o bem, Portugal seria fantástico.

    Ler Mais
  • Glossário básico skin Open or Close

    Como todas as tribos, como todas as culturas, o universo skinhead possui uma linguagem própria, nem sempre imediatamente compreensível pelos cidadãos comuns. Foi na Grã-Bretanha que tudo começou. Em Londres, Liverpool, Birmingham, Newcastle. E em Glasgow, na longínqua Escócia, onde no final dos anos 60 a havia a maior concentração de mods (antepassados próximos dos skins), reputados pela violência e pela sua organização em gangs. Daí que a boa parte do léxico skin seja derivado do inglês.

    O Independente | 16.Abr.1999

    Ler Mais
  • As sandálias do pecador Open or Close
    O que a seguir se oferece tem o mesmo sentido da partilha bíblica do pão e do vinho. Tinto corrente ou néctar do bom, de preferência com o conduto de uma morcela da Beira ou de um chouriço de Barrancos, que o Mário não se faz rogado. E movimenta-se com o mesmo à-vontade nos salões mais elegantes ou nas tascas mais ordinárias. Sempre com os amigos por perto, como se impõe. Os amigos "que são tristes com cinco dedos de cada lado", como diz Herberto. Os amigos que o Mário torna alegres e que cultiva como rosas delicadas, quer sejam poetas famosos ou bêbados anónimos, mulheres distintas ou putas de rua, actores de seis assoalhadas ou figurantes sem abrigo. À nossa!
    O IVAngelho II Mário Alberto
    Edições Sojorama 2002
    Ler Mais
  • Pipi de camarão Open or Close

    Mais de 15 toneladas de supostas moelas de galinha estão, desde a passada segunda-feira, retidas no porto de Leixões por suspeita de serem oriundas de Hong Kong, segundo noticiou ontem o Público.
    De acordo com a notícia, um total de 15 mil 447 quilos de miúdos de frango terão sido descarregados de um navio vindo de Roterdão e foram retidas pelas autoridades portuguesas por suspeita de estarem contaminados com o virus H5 N1, responsável pelo recente surto da chamada «gripe das aves» que provocou vários mortos em Hong Kong.
    Notícia posterior, divulgada ontem à tarde por algumas estações de rádio, revelava que, afinal, as moelas eram camarões e a sua origem era a Améria do Sul e não a antiga colónia britânica na China.

    TSF | 7.Jan.1998

    Ler Mais