Músicas da Europa na Antena 1

+  Músicas da Europa na Antena 1

A Antena 1 antecipa hoje a celebração do Dia da Europa (9 de Maio) com a transmissão ao longo do dia de música e canções de diferentes países europeus. Esta rubrica especial está distribuída por treze blocos de aproximadamente cinco minutos que serão emitidos a partir das 7h.

+ Músicas da Europa na Antena 1

Maior Que o Pensamento adiado uma semana

+  Maior Que o Pensamento adiado uma semana

Um problema técnico alheio aos autores e aos editores obrigou ao adiamento da publicação do primeiro volume de «Maior Que o Pensamento», que deveria ser distribuído com o Público de dia 26 de Abril. A mini-série documental, realizada por Joaquim Vieira, será publicada em dois discos com alguns extras, e o primeiro volume, "Uma História de Resistência", será posto à venda com o Público de domingo, 3 de Maio. O segundo volume, "Uma História de Liberdade", será distribuído a 10 de Maio.

+ Maior Que o Pensamento adiado uma semana

Maior Que o Pensamento em DVD

+  Maior Que o Pensamento em DVD

A mini-série documental «Maior Que o Pensamento», realizada por Joaquim Vieira, vai ter uma edição em dvd, que pode ser adquirida com as edições do diário Público de 26 de Abril e 3 de Maio próximos. Distribuído por dois discos, inlui os três episódios da série e alguns extras, de que se destacam duas gravações realizadas por José Afonso em 1963 para a televisão alemã e dois textos de Viriato Teles especialmente para esta edição.

+ Maior Que o Pensamento em DVD

Estranha Forma de Vida em reposição na RTP 2

+  Estranha Forma de Vida em reposição na RTP 2

Dois anos após uma estreia discreta em horário tardio, a série documental Estranha Forma de Vida regressou este Verão à televisão pública, numa oportuna reposição que pode ser vista, agora, na RTP 2, no horário nobre de 2ª a 6ª feira. Trata-se de «uma história da música portuguesa», contada a partir dos anos 30 do século XX até à actualidade.

+ Estranha Forma de Vida em reposição na RTP 2

Um grammy para Carlos do Carmo

+  Um grammy para Carlos do Carmo

A longa vida artística de Carlos do Carmo acaba de ser coroada com o Grammy, o mais importante prémio da indústria musical, atribuído pela Latin Recording Academy dos Estados Unidos pelo conjunto da sua obra discográfica. Um pretexto, talvez, para reler o um livro que, dez anos atrás, assinalou outra distinção à sua voz inconfundível, o Prémio José Afonso, que lhe coube em 2003.

+ Um grammy para Carlos do Carmo

Mais sugestões de leitura

  • Crime e castigo Open or Close

    A notícia da detenção, em Londres, do antigo ditador chileno Augusto Pinochet tornou-se no principal acontecimento deste fim-de-semana – e por pouco não conseguiu secundarizar o discurso de duas horas e meia de Fidel Castro no comício de solidariedade com Cuba, em Matosinhos.

    RCS | 19.Out.1998

    Ler Mais
  • O meu amigo Fausto Open or Close

    Não é o Elvis Presley nem o Tommy Steel, já teve um cão que voava por impulso mictório, e agora dá guarida a Sócrates, um papagaio filósofo carregado de dúvidas metódicas e muito mais sabedoria do que a generalidade dos cronistas políticos e sociais. Chama-se Fausto Bordalo Dias e é um nome de referência (hoje diz-se incontornável, mas eu sou de outra escola) da música popular portuguesa.

    A Capital | 27.Mai.2005

    Ler Mais
  • O sonhador de amigos Open or Close

    Um homem está debruçado sobre a cidade, sereno e tranquilo e atento a todas as imagens e às outras que não estão lá, e nos seus olhos há um sonho que se constrói com mãos e com alma, como é próprio das coisas belas. É um alguém urgente, de cabeça solta no delírio dos pássaros que estrebucham no rasto de loucos espalhado pela cidade à sua frente. Ali em volta rodopiam mulheres quase invisíveis de cabelos luminosos como nos poemas banais, e ouve-se um som ligeiro, definido apenas quanto baste para ilustrar as lembranças duradouras dos mundos todos que o homem traz dentro da cabeça.

    Movimentos Perpétuos
    Oficina do Livro 2003

    Ler Mais
  • Cavaqueira Open or Close

    E era na tarde um fogo igual
    a tantos de tantos mais um jogo
    final de que afinal ninguém sabia.
    Era uma tarde um fogo que arde
    sem saber se animal se dono
    hão-de vencer um rogo alarve um grito.
    Ou então era saudade o que esperavas
    conta-me histórias conta-me as cidades
    se era verdade ou assim mesmo
    nada mais.

    Ler Mais